TIC nas Ciências

As TIC em ciências: desenvolver competências

A literatura sobre o uso das TIC no processo de ensino-aprendizagem das ciências tem evidenciado um “vínculo indissolúvel” (Osborne & Hennessy, 2003, p. 28) entre esse uso e a pedagogia, ou seja, entre uma determinada tecnologia e a metodologia de ensino seguida para a integrar em ciências. Tem sido igualmente reportado que as propostas curriculares mais recentes que dão ênfase ao desenvolvimento de habilidades críticas e analíticas dos alunos se adequam ao uso das TIC (Becta, 2003; Osborne & Hennessy, 2003). Daqui se pode inferir que uma integração efetiva das TIC no processo de ensino-aprendizagem das ciências, ou seja, em que as potencialidades destas tecnologias são exploradas ao máximo, implica o uso de metodologias de ensino centradas no aluno, incentivando-o a explorar e partilhar ideias, reflexões e descobertas com os colegas, com o professor e durante as discussões alargadas a toda a turma (Osborne & Hennessy, 2003). Em suma, tecnologia e metodologia de ensino estão intimamente interligadas tendo em vista a consecução de objetivos e o desenvolvimento de competências consignadas no currículo de ciências. (Costa, P., 2014, pp. 7- 8). 

 

Desafio das TIC para a mudança em educação

Algumas leituras interessantes para quem quer mudar a sua forma de atuar na sala de aula:

 Los desafíos de las TIC para el cambio educativo